tekhouse.com.br                 TELEVENDAS                  Alphaville: 11 4191.2003                   Campinas: 19 2511.5800                  Indaiatuba: 19 3834.5209
Home Especialistas em Energia Solar
Tratamento de Caixa de Água Tratamento de Água Central
Foto ilustrativa. Passe o mouse.

Tratamento de Água Central

Veja o video
O ozônio (O3), conhecido como oxigênio ativo, é um poderoso bactericida, algicida, fungicida e viricida (destrói esses microrganismos até 3.120 vezes mais rápido que o cloro), além de ser reconhecido como o mais seguro e eficaz método de tratamento de água do mundo, com aplicações em indústrias, piscinas, águas municipais, medicina e odontologia.

Por que é bom utilizar ozônio?

Aplicado na desinfecção da água, o ozônio faz o papel de agente microbiológico e oxidante, ou seja, é o único que combate todas as sujeiras existentes na água da piscina como: bronzeadores, óleos, hidratantes, maquiagem, filtros solares, fluidos do corpo, cabelos, suor, urina, fezes, secreções, vírus, bactérias, protozoários, algas e fungos.

Além disso, um dos principais diferenciais do ozônio é que ele elimina também as cloraminas (substâncias produzidas a partir da reação do cloro com as impurezas presentes na água), que são as verdadeiras vilãs das piscinas pois agravam problemas alérgicos e respiratórios, causam ardência nos olhos, ressecamento na pele e nos cabelos, descamação do esmalte das unhas, além de deixar cheiro desagradável na água e no corpo.

Porém, o ozônio deve ser sempre utilizado em conjunto com o cloro pois, além de ser uma exigência legal no país, possui ação residual.

Assim, nadando em uma piscina com cloro e ozônio Panozon, você terá o benefício da proteção do cloro sem nenhum desconforto.

Ozônio no mundo

O conhecimento dessa tecnologia é recente no Brasil porque os equipamentos eram fabricados e comercializados somente fora do país. Desde a entrada da Panozon no mercado em 2000, foi possível desenvolver o mercado brasileiro com uma tecnologia confiável, eficiente e 100% natural. Isto possibilitou o rápido crescimento do ozônio no mercado de piscinas, tornando-o a principal alternativa ao tratamento convencional do cloro.

A tecnologia do ozônio para o tratamento de água é antiga. A cidade de Nice, na França, criou a primeira planta para a purificação de água para beber, utilizando a tecnologia ozônio já em 1906. Além disso, o ozônio é usado para o tratamento de água de piscinas residenciais, clubes, academias, hotéis, spa´s e ofurôs há mais de 40 anos em países como Estados Unidos, Alemanha, Canadá e França.



Contaminantes versus tempo de eliminação

Inativação Inativação em horas
Bactérias em geral 99.99% 0.33
Algas Azuis e Verdes 99.99% 5.24
Escherichia Coli – E.coli 99.99% 0.13
Bactérias Heterotróficas 99.90% 0.33
Legionella pneumophila 99.90% 0.33
Micobactéria da Tuberculose 99.99% 0.21
Pseudomonas 99.99% 0.03
Salmonela 99.99% 0.03
Coliforme fecal (E.coli) 99.99% 0.13
Protozoários em geral 99.99% 24.66
Cryptosporidium 99.99% 23.08
Giardia lamblia 99.99% 13.33
Hepatite A, E HAV 99.99% 4.17
Rotavirus 99.99% 4.32
H1N1 99.99% 4.38
Myxovirus influenza 99.99% 4.48
Fungos em geral 99.99% 5.47
Oxidação
Metais
Ferro 100% 0.76
Manganês 100% 0.74
O fornecimento de água potável no planeta torna-se cada vez mais difícil com o aumento da população humana
Soma-se a isso o número crescente de poluentes encontrados nos rios devido à ampliação dos centros urbanos e industriais.
Mesmo atendendo aos requisitos descritos na portaria 2914 do Ministério da Saúde[1], a qualidade da água distribuída para milhões de brasileiros, ainda precisa melhorar muito, revela a pesquisa do Instituto Nacional de Ciências e Tecnologias Analíticas Avançadas (INCTAA)[2], realizada em mananciais e na água que sai das torneiras de cidades brasileiras. Um dos principais problemas apontados na pesquisa são os chamados interferentes endócrinos - substâncias que afetam o sistema hormonal de seres humanos e animais.

Entre os interferentes encontramos resíduos de hormônios, antibióticos, drogas, cosméticos, cafeína, produtos de limpeza e agrotóxicos que podem ser encontrados na água que consumimos diariamente, seja bebendo a água das torneiras, na lavagem de alimentos, escovando os dentes ou até mesmo tomando banho, pois esses interferentes endócrinos são absorvidos pela pele.

Além de serem prejudiciais à saúde, esses contaminantes podem causar ressecamento da pele e cabelos quando são absorvidos pelo corpo, tendo como consequência a depressão do sistema hormonal e particularmente o aumento dos radicais livres que promovem o envelhecimento precoce da pele e a perda do colágeno que garante a elasticidade e resistência da pele.

De acordo com Wilson Jardim, pesquisador do IQ e membro do INCTAA, "a portaria 2914 do Ministério da Saúde, que normatiza a qualidade da água potável é muito estática, e a nossa vida é dinâmica, nossa sociedade é dinâmica", "A cada ano, são mais de mil novos compostos registrados. Trinta anos atrás, as pessoas usavam três produtos de higiene quando acordavam, antes de sair de casa. Hoje são dez em média" [2]. O pesquisador ressalta que essas substâncias vão para o esgoto, nos rios e – porque a legislação não diz nada sobre elas – são ignoradas nos procedimentos de limpeza da água aplicados antes que ela retorne ao consumo humano.

Nessa lista de interferentes endócrinos existem pesticidas e outros compostos conhecidos também como POPs (poluentes orgânicos persistentes) que são altamente estáveis, ou seja, persistem no ambiente e têm a capacidade de bioacumular em organismos vivos, sendo extremamente tóxicos para o ser humano. De plásticos a pesticidas, de cosméticos e produtos de higiene a substâncias de uso industrial, passando por detergentes e até pela urina humana, as fontes são inúmeras e difusas, mas todas possuem uma característica em comum: a capacidade de interagir com os receptores de estrógenos e desregular as funções do sistema humano e animal [3].

Além dessa crescente presença de contaminantes na água, outro agravante que é alvo de grande receio para a população é a distribuição da água, que durante o processo de transporte pelas tubulações municipais pode ser contaminada através de eventuais fissuras nas tubulações de água e esgoto que muitas vezes estão, inclusive, lado a lado.

É por estas razões que se torna imprescindível tratar a água que consumimos diariamente utilizando o sistema Aquapura da Panozon. Ele ajuda a garantir que esses resíduos sejam eliminados e não causem problemas à saúde, melhorando a qualidade da água em todos os pontos de consumo da casa. Através do ozônio, uma tecnologia extremamente eficaz para remover esses poluentes, você garante mais saúde e bem estar a todos através da solução mais moderna do mercado brasileiro.

Fontes:

[1] Portaria MS Nº 2914 DE 12/12/2011(Federal)
www.comitepcj.sp.gov.br/download/Portaria_MS_2914-11.pdf

[2] Águas de 20 capitais têm contaminantes emergentes
www.unicamp.br/unicamp/ju/576/agua-de-20-capitais-tem-contaminantes-emergentes

[3] Contaminantes na água comprometem reprodução de várias espécies
www.g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1538802-5603,00-CONTAMINANTES+NA+AGUA+COMPROMETEM+REPRODUCAO+DE+VARIAS+ESPECIES.html

Potável, porém contaminada
www.unicamp.br/unicamp/ju/527/pot%C3%A1vel-por%C3%A9m-contaminada

Outro alerta sobre a água que bebemos
www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/dezembro2006/ju346pag03.html

Poluição que ninguém vê
www.planetasustentavel.abril.com.br/noticia/ambiente/poluicao-ninguem-ve-hormonios-nanomateriais-remedios-poluem-agua-559952.shtml

Determinação de pesticidas em águas superficiais e subterrâneas
www.bv.fapesp.br/pt/bolsas/100117/determinacao-de-pesticidas-em-aguas-superficiais-e-subterraneas-usando-espectroscopia-raman-de-baix/

Contaminantes emergentes - Fundação Oswaldo Cruz
www.abq.org.br/rqi/2013/738/RQI-738-pagina4-Contaminantes-Emergentes.pdf

Lista de contaminantes e determinação regulatória
www.epa.gov/ccl/contaminant-candidate-list-3-ccl-3

Organoclorados: Um problema de saúde pública.
www.scielo.br/pdf/%0D/asoc/v7n2/24690.pdf

Poluição hormonal
www.unesp.br/aci/revista/ed06/

Estrogênio provoca doenças e até morte de peixes.
http://www2.uol.com.br/sciam/noticias/estrogenio_provoca_doencas_e_ate_morte_de_peixes.html

Ocorrência de Interferentes Endócrinos e Produtos Farmacêuticos
www.researchgate.net/profile/Fernando_Sodre/publication/250395500_Ocorrencia_de_Interferentes_Endocrinos_e_Produtos_Farmaceuticos_em_Aguas_Superficiais_da_Regiao_de_Campinas_SP_Brasil/links/0046352e7e15a82213000000.pdf
www.biq.iqm.unicamp.br/arquivos/teses/vtls000398476.pdf




Veja também estes produtos


® 2017 TEKHOUSE Soluções Sustentáveis
Av. Sagitário, 503  Alphaville - Cond. Alpha Conde  Barueri-SP  Cep 06473-073  Tel.: (11) 4191-2003
Av. Andrade Neves, 1379   Centro  Campinas-SP  Cep 13013-161  Tel.: (19) 2511-5800
Av. Visconde de Indaiatuba, 1173  Vila Vitoria  Indaiatuba-SP  Cep 13338-010  Tel.: (19) 3834-5209
Soluções Sustentáveis, Aquecedores Solares, Geradores, Trocadores Calor, Aquecedores a Gás, Acessórios, Fibra Ótica, Bombas, Filtros, Climatizadores Ecobrisa, Automação, Mais Soluções, Lista Material Instalações, SPA, Serviços, Campinas, Indaiatuba, Alphaville, campinas, indaiatuba